Resumo da Sessão Ordinária do dia 16 de maio

por arp publicado 20/05/2019 15h02, última modificação 20/05/2019 15h02

Com a presença dos alunos da UNIRB, campus de Arapiraca, coordenados pelos professores Adriano Oliveira e a professora Suzanny Carla, do Curso de Ciências Contábeis, que foram acompanhar os trabalhos, a Câmara Municipal de Arapiraca, realizou na noite desta quinta-feira (16), sob à presidência do vereador Jario Barros e do Dr. Fábio, a sua sessão ordinária. 

Foi aprovada indicação do vereador Léo Saturnino, solicitando ao prefeito Rogério Teófilo, através da secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, a implantação de um Centro de Referência à Saúde do Idoso (CRI), em Arapiraca. Em sua justificativa, Léo Saturnino demonstrou a sua expectativa para que a secretaria de Desenvolvimento Social, atenda ao seu pedido para beneficiar os idosos que necessitam de maiores cuidados. Segundo ele, juntamente com o vereador Fábio Henrique, solicitaram à secretaria que viabilizasse o projeto, inclusive com a inclusão dos 7 Craes existentes para que possam no próximo encontro com o ministro Osmar Serra, levem os devidos projetos sobre os pedidos. 

Também foi aprovada indicação do vereador Edvanio do Zé Baixinho, solicitando à secretaria de Serviços Públicos, a indicação de pontos de coleta de resíduos sólidos, chamados de ilhas ecológicas, como também pontos de entrega voluntária para o recolhimento de podas, materiais eletrônicos, resíduos volumosos e entulhos em todos os bairros de Arapiraca. De acordo com o parlamentar, ele classificou como importante para ajudar na limpeza urbana no município, dando uma alternativa para aquelas pessoas que trabalham com descarte de entulhos.  Ainda segundo o parlamentar, a administração municipal não concluiu nenhuma política pública para apoiar os catadores de lixo após o fechamento do lixão, na Mangabeira.  Ele foi mais além, ao afirmar que a administração municipal, gastou em 2018, 19 milhões com a limpeza urbana. 

Também foi aprovado Voto de Aplauso, de autoria da vereadora Gilvania Barros, pela passagem ao Dia do Gari e das Margaridas.  Gilvania Barros ressaltou a importância desses profissionais afirmando que a limpeza pública, também é uma questão de saúde pública.

Ela e os demais vereadores, aprovaram dois votos de pesar pelos falecimentos esta semana, dos pais de dois servidores da Casa. Dona Zuleide Silva Wercelens, mãe da servidora Joseana Wercelens e o Senhor Manoel Ferreira Barbosa, pai do servidor João Batista.  Em ambos os votos de pesar, os vereadores lamentaram em nome das famílias, perdas irreparáveis e que vão ficar nas lembranças por terem contribuído com o desenvolvimento de Arapiraca. 

Na explicação pessoal, o vereador Fábio Henrique, voltou a lamentar o fechamento do Restaurante Popular, que mesmo tendo uma empresa vencedora da licitação para operar, a administração municipal não tenha convocado esta empresa para dar continuidade as atividades, beneficiando alunos e outras pessoas que vêm de outras cidades e puderem se alimentar pagando preços baixos. 

O vereador Edvanio do Zé Baixinho, voltou a cobrar da administração municipal, uma melhor atenção com relação a epidemia de Dengue, em Arapiraca, que assusta a população, onde no Hospital Regional de Arapiraca e o 5º Centro de Saúde, recebem diariamente centenas de pessoas com suspeitas da dengue.  Ele citou números estarrecedores de casos de dengue em Arapiraca, fazendo um comparativo entre os anos de 2018, que firam de 360 casos, enquanto de janeiro deste ano até esta quinta-feira (16), esse número já chega a 1.800 casos da doença.  Ele aplaudiu o trabalho da imprensa que tem aberto o espaço para divulgar esses fatos, enquanto repudiava a administração pela inércia e concluiu afirmando, que é preciso usar suas redes sociais para denunciar a péssima administração, para que a mesma tome uma providência e resolva os problemas.

O vereador Léo Saturnino, deixou o público presente à sessão estarrecido, ao denunciar que esta semana, na comunidade de Bananeira, uma criança de cinco meses, que havia morrido, não pôde ser enterrada naquele cemitério pela falta de espaço. Segundo o vereador, a situação se tornou mais constrangedora ainda, quando o pai da criança, saiu de casa em casa, pedindo as pessoas que tinham familiares enterrados no Cemitério da Bananeira, que deixassem ele enterrar a criancinha enquanto encontrava uma outra solução. 

Léo Ssturnino, disse que desde quando assumiu a Câmara Municipal de Arapiraca, que pede a administração municipal, a ampliação do Cemitério da Bananeira, mas que nada foi feito pela administração. 

O presidente Jario Barros, informou aos demais vereadores, que a Câmara Municipal de Arapiraca, vai enviar hoje um ofício, solicitando a presença de representantes da Frigovale, dos marchantes e dos moradores do Brisa do Lago, para discutir a problemática do nau cheiro.  Jario Barros, garantiu que o que o Poder Legislativo não vai silenciar enquanto as autoridades competentes, não resolverem este problema que tem sido alvo de denuncias e ações judiciais. Jario Barros, disse que não sabe como foi feito o contrato entre a empresa e os marchantes e sugeriu que os valores cobrados sejam revistos para que esses pequenos empresários não tenham prejuízos.  Ele afirmou, que acha estranho o fato de a administração anterior, ter sido tão generosa ao firmar esse contrato e que o valor do produto não esteja de acordo com o que está estabelecido no contrato. 

O vereador lembrou, que a Câmara Municipal já realizou uma audiência pública com a presença de representantes da Frigovale, para debater as denúncias e concluiu reafirmando, que haverá uma audiência pública como ele havia proposto logo após a realização há cerca de um mês, de uma Tribuna Livre com a participação de diretores da empresa, dos marchantes e do Ministério Público Estadual, para debater o assunto e encontrar as soluções.

 

Da Assessoria de Comunicação Social da Câmara Municipal de Arapiraca: Cláudio Roberto.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.